Poesia Sobre a Copa

Depois de mais de uma semana que acabou a copa, achei este poema no Facebook sobre a Copa do Mundo.

Resolvi dividir com você porque vale a pena o vídeo, a leitura – logo após – e a reflexão.

Imagem de Amostra do You Tube

PALPITES DA COPA

era pra ser de várzea,

te fizeram Itaquerão.

era pra ser pelota pelada pedala Pelé,

projeto de pátria,

bola no pé mas virou World Cup

pro elenco de estrelas,

investimento estratosférico,

não sei mais o nome dos teus astros,

por isso escalo o que vejo no estádio:

Fiat na zaga;

Adidas pelo meio;

BR cruza pra Unimed

lá vem Semp Toshiba

olha o Habbibs chegando

LG com Liquigaz,

e é GOOOOOOL!!! (Linhas áreas inteligentes)

nesse passe-repasse

a bolada some

num passe de mágica.

em campo são onze,

mas a ordem

vem do Banco.

apararam

a grana

do gramado

pra debaixo do tapete.

o chapéu

virou cartola;

não sei o que fizeram

do coelho nesse história.

não há impedimento

pros seus cruzamentos

financeiros.

a barreira aperta

mas a bola sobe:

encobre o goleiro

o fiscal o agiota.

seu estádio vale mais

do que qualquer escola

professor bem pago

é o técnico dessa palhoça

enquanto isso, os moleques

só usam caneta

na hora de fazer gol de letra.

aos 48 do segundo tempo

um dois cinco

milhões

de acréscimo

por alguma entrada ilícita

ou falta

de planejamento

o meio de campo tá armado

com canhão, tiro de meta

pra silenciar quem,

do lado de fora,

protesta

carrinho agora é blindado

bicicleta, envenenada

arquibancada só pra quem tem

cartão amarelo

visa mastercard ou cielo

de TUP(i)

só a organizada,

sua língua oficial é Real Madrid

Sócrates virou auto-ajuda

Casagrande voltou pra senzala

seus ídolos não tem mais Raí.

na minha terra tinha Palmeiras

onde cantava galo gavião piriquito

terra de todos os Santos

de São Paulo a Santo Expedito.

era pra ser Fla-flu

Botandofogo nos Sport

Grêmios de toda sorte.

mas seu Cruzeiro

aponta pro Hemisfério Norte,

você só quer saber se auto-alstral

sua Vitória é Internacional

se esse é o país do Futebol

eu penduro minhas chuteiras

enquanto o grito na garganta

for motivo de pranto,

espero voltar do vestiário

o futebol primário,

sem empreendedores que faz de nós,

Libertadores!

LUIZA ROMÃO

Gostou? Não gostou? Concorda ou não? Não responda aqui, responda direto pra atora clicando no nome dela!