Há uma semana li uma matéria que a BBC publicou sobre o Ranking de Liberdade de Imprensa de 2013 feito por uma ONG chamada Reporters Without Borders (Repórteres Sem Fronteira). Eis o título:

Brasil cai nove posições em ranking de liberdade de imprensa

Sim! Agora o Brasil ocupa a 108ª colocação entre 179 nações. Na lista do ano passado, o país já havia caído 41 posições em relação a 2011. CLIQUE AQUI para ler a matéria.

Na sexta-feira passada, o site Terra divulgou uma lista com o mesmo assunto feita pelo Committee to Protect Journalists (Comitê para a Proteção dos Jornalistas) com um título, no mínimo, alarmante:

Brasil entra em lista de 10 países mais perigosos para jornalistas

É isso aí! Esse comitê fez uma lista de “Países em Risco”, que identifica os dez Estados do mundo onde a liberdade de imprensa enfrentou maiores perigos em 2012. CLIQUE AQUI para ler a matéria.

No site do CPJ, existe um vídeo que quero dividir com você!

Imagem de Amostra do You Tube

Tradução: Leo Otsuka

Um levantamento da Associação Nacional de Jornais (ANJ) mostra que, em 2011, 14 decisões judiciais determinaram censura à imprensa. Outros 16 casos foram registrados em 2010; 10, em 2009; e seis em 2008.

Já no ano passado, o Brasil sofreu 11 decisões judiciais, oito assassinatos, 24 agressões e seis ameaças. Todos relacionados a imprensa. (Fonte: O Globo)

Se a liberdade de imprensa é a capacidade de um indivíduo de publicar e/ou acessar informação, através de meios de comunicação em massa, sem interferência do estado, onde o estado quer chegar fazendo com que o Brasil fique entre países como Equador, Síria, Somália, Irã, Vietnã, Etiópia, Turquia, Paquistão e Rússia?

O estado quer diminuir o debate do ponto de vista das pessoas, o acesso à informação e limitar a troca de ideias? O que o Estado ganharia fazendo com que o brasileiro pense e discuta menos?

Poder. Mais poder. E controle. E consequência disso é aumentar e desequilibrar tensões e conflitos no nosso país.

Tá me achando exagerado ou muito alarmista?

Lembro que num passado não muito distante, em 2010, o Tribunal Superior Eleitoral quis fazer valer uma lei eleitoral onde os meios de comunicação deveriam respeitar, na marra, os candidatos às eleições não fazendo piadas ou similares. Inclusive o CQC fez um Documento da Semana sobre isso:

Imagem de Amostra do You Tube

Fiquemos atentos!