Foto: Reprodução

Esse cara aí em cima é o Thomas Edison. Muitos acham que foi ele quem inventou a lâmpada, mas na-na-ni-na-não. Dá uma olhada a história da lâmpada elétrica!

1809 - Químico inglês Humphry Davy inventa a primeira lâmpada elétrica. Sua lâmpada de arco, liga os fios a uma bateria de um lado e uma tira de carvão do outro lado.

1874 - Os inventores canadense Henry Woodward e Mathew Evans registram a patente para uma lâmpada incandescente que consiste em varas de carbono em um cilindro de vidro cheio de nitrogênio. Eles vendem a patente para o Thomas Edison em 1879

1880 - Haja luz! A equipe de Edison atualiza a lâmpada com um filamento de bambu carbonizado que pode queimar mais de 1200 horas. Na ideia comprada por Edson, o filamento só queimava 40 horas.

1882 - Um dos sócios de Edison decora árvore de Natal de sua família com o primeiro conjunto de luzes incandescentes. Até os anos 1930, as luzinhas de Natal eram muito caras.

1893 - General Electric inaugura seu holofote na Feira Mundial de Chicago. Quase 50 anos mais tarde, a polícia de Gotham City usa uma versão modificada para chamar Batman.

1923 - O inventor do tubo de iluminação de neon, engenheiro e químico francês Georges Claude, apresenta o néon para os Estados Unidos. Ele leva seis anos para fazer o que chama de “fogo líquido”. Las Vegas é a primeira cidade a usar a tal tecnologia em grande escala.

Foto: In Old Las Vegas

1925 - Lâmpadas foscas são inventadas

1938 - Lâmpadas fluorescentes são as “estrelas” na Segunda Guerra Mundial.

1962 - Nick Jr. Holonyak desenvolve o primeiro LED prático, ou diodo emissor de luz, para a General Electric. De baixa intensidade, os LEDs são pequenos e vermelhos, usado em dispositivos como relógios e calculadoras.

Foto: Hamilton Pulsar

1976 – Edward Hammer da General Electric responde à crise do petróleo de 1973 por inventar a lâmpada compacta fluorescente helicoidal (CFL).

1986 - É lançando no mercado americano o primeiro sensor para ligar luz sem botões, o invento era acionado por palmas. Acabou não fazendo muito sucesso por causa do barulho necessário para acender a luz.

2007 - Congresso aprova a independência energética / Lei de Segurança, que estabelece normas de eficiência energética que vai eliminar gradualmente as lâmpadas incandescentes.

Foto: Reprodução

2011 - Philips lança uma lâmpada capaz de iluminar um ambiente por até 27 anos, mas custa por volta de 90 reais. A intenção do departamento de segurança energética dos EUA é popularizar a invenção até 2040.