Muito se falou no mundo há poucas semanas sobre meteóros e outros “perigos” do céu. Eu busquei saber a respeito e vi que o site Daily Beast reuniu todos os famosos objetos rochosos do espaço que passaram, ameaçaram e caíram na Terra.

[youtube]http://youtu.be/vroLnrBhbmk[/youtube]

Perseid – Chuva de meteoros anual

Eis aqui a relação!

1. Chelyabinsk – Russia

Cerca de 3.000 km a oeste de uma chuva de meteoros lendária que ocorreu mais de 100 anos antes, um outro meteoro se chocou com a terra perto de Chelyabinsk, na Rússia, em 18 de fevereiro de 2013, ferindo cerca de 1.200 pessoas. As imagens do meteoro foi capturado por centenas de cidadãos graças a facilidade de se ter uma câmera em qualquer dispositivo móvel e rapidamente se tornou viral na Internet.

Foto: Getty Images

2. Evento de Tunguska – Rússia – 1908

Em 1908, um cometa se chocou ao norte da Rússia, nivelamento mais de 830 quilômetros quadrados de floresta na Sibéria, a foi explosão estimada em 1000 vezes mais forte que a bomba atômica de Hiroshima. Apesar de apenas uma pessoa ter morrido especialistas dizem que o impacto foi grande o suficiente para destruir uma capital equivalente a Salvador, BA.

Foto: AP

3. Evento no Mediterrâneo Oriental

Com a força de uma pequena bomba atômica, um asteróide detectado aproximou atmosfera da Terra e explodiu sobre o Mar Mediterrâneo em 6 de junho de 2002. Nenhuma parte do asteróide foi recuperado, nem uma cratera foi formada, porque a explosão aconteceu sobre a água. Simon Worden, um general na Força Aérea dos EUA (foto à esquerda), expressou preocupação de que uma explosão semelhante sobre o espaço aéreo do Paquistão ou da Índia poderia causado uma guerra. Ambas nações prepararam suas tropas nas fronteiras na época.

Fotos: Tom Trower/NASA e Ami Vitale/Getty

4. Peekskill – NY – 1992

Um meteorito de 26 quilos bate na traseira do carro recém-comprado  de Michelle Knapp um Chevrolet Malibu 1992. Mais de uma dúzia de câmeras de vídeo amador independente gravou o caminho do meteoro. Knapp havia pago US$ 300,00 no Chevy. Depois do “amassado vindo do espaço”, o Chevy Malibu foi vendido por US$ 10,000!!! O carro percorreu museus de história natural e ciências em todo o mundo, incluindo uma visita ao Museu Nacional de Oldenburg, em Munique, Alemanha (foto).

Foto: AP

5. Jacarta – Indonésia – 2010

Após investigações do Nacional da Indonésia Aeronáutica e Agência Espacial e equipes de policiais forenses, concluiu-se que a explosão da casa de dois andares foi causada por um meteoro. O impacto também danificou 2 casas vizinhas.

Foto: AFP/Getty

6. Perseid – Chuva de meteoros anual

Por cerca de 2.000 anos, os seres humanos têm testemunhado chuvas de meteoros Perseid, que rolam em julho e agosto e pode ser visto em todo o mundo. A chuva ocorre quando a Terra flutua no rastro do cometa Swift-Tuttle, fazendo com que seus escombros caiam em nossa atmosfera.

Na foto (sentido horário a partir da esquerda): Perseid capturado em meio a trilha de estrelas da constelação de Orion, 2011; Perseid sobre o Lago Mead, 2008; Perseid sobre Techatticup em Eldorado Canyon, Nevada, 2010; NASA imagem de explosão de meteoros, 1995.

Fotos: Getty e Nasa

7. Leonid – Chuva de Meteoros

Nomeado devido a proximidade com a constelação de Leão, a chuva de meteoros ocorre em novembro e, como a Perseid, é também o resultado de Terraplanagem em detritos deixados por um cometa. A primeira aparição registrada dos Leonidas foi observada por astrônomos chineses em 902 dc.

Foto: chuva de meteoros Leonid sobre o deserto Azrak perto de Amã, na Jordânia, 18 de novembro de 1999.

Foto: AP/Getty

8. Cometa Hale

Descoberto em 1995, o cometa Hale-Bopp tornou-se “o grande cometa de 1997″, quando passou perto da Terra, dois anos depois. O cometa permaneceu visível a olho nu por 569 dias.

Foto: cometa Hale-Bopp passa sobre um monumento em razão da Assembléia Legislativa de Iowa em Des Moines, Iowa, 31 de março de 1997.

Foto: AP

9. Gênesis Space Shuttle

O pouso forçado do Gênesis foi por causa de ventos solares.

Foto: Uma ilustração de Gênesis, ao lado de duas imagens do local do acidente, em Utah, 8 de setembro de 2004.

Foto: Nasa

Interessante que  os fenômenos espaciais inspiram as artes, como no caso La Nona Ora do artista plástico Maurizio Cattelan que mostra o Papa João Paulo II sendo atingido por um meteoro.

Essa obra ficaria bem com o Papa Bento XVI ali, não?